quinta-feira, março 06, 2014

Top Model

Nunca tive medo de assumir o que eu sou. Nunca mesmo. Vergonha, pode até ser, mas medo não.
O fato é que sempre vivi num efeito sanfona, ora pesando 50kg, ora 70kg, infinitamente.
Isso também nunca me preocupou. Sempre fui a mesma pessoa, independente dos quilos sobre os pés e uma das coisas de que mais me orgulhava era bater no peito e dizer: "nunca estive sozinha, gorda ou magra. Não é o peso que define uma mulher", o que continuo achando uma grande verdade (visto que hoje peso muito mais de 70kg e vou me casar, veja você!).
A questão é que hoje fui a uma nutricionista e me vi incrivelmente disposta a entrar numa baita reeducação alimentar para eliminar todos esses quilos que se apoderaram de mim depois dessa minha estada em São Paulo. Me surpreendi com minha capacidade de abrir mão da rotina desregrada para buscar uma melhor qualidade de vida, logo eu, que sempre gostei de bater no peito e dizer que me aceitava desse jeito.
Descobri que, na verdade, eu nunca me aceitei. E é bem, bem triste olhar pra trás e pensar que eu poderia ter feito muito mais por mim antes. E não é a questão estética da coisa, é a saúde mesmo.
Minha cabeça está semi-confusa porque adotar um novo estilo de vida é extremamente saudável e necessário mas, ao mesmo tempo, é como se eu dissesse pra mim mesma que não estou me aceitando: "e aquele papo de que não são os quilos que definem uma mulher?". 
Pois é, acho que entrei em contradição.
Será que isso tem a ver com a proximidade dos 30 anos?
Todo mundo diz que a gente muda tanto perto dessa época...
Realmente não sei. Hoje estou me questionando de tudo. Pode ser a chuva. Fico assim quando chove.
Mas bom, isso tudo foi só pra dizer que na semana que vem recebo minha dieta personalizada e que estou super na vibe de mudar minha vida e de ser saudável.
A seguir cenas...

Nenhum comentário: